♥♥HOMEOPATIA♥♥

Homeopatia é uma terapia primeiramente descrita e organizada por um médico, químico e pesquisador germânico , Samuel Hahnemann (1755-1843).

Ele estava insatisfeito com a medicina de seus dias, pois ela era perigosa e inefetiva, e, após um tempo clinicando, resolveu para de faze-lo, pois achava que não estava curando seus pacientes, não como sempre quis faze-lo. Neste perído, e em outros também, sobreviveu através de traduções que fazia para sobreviver ( ele falava várias línguas ) e nestas leituras obteve as bases para fazer um estudo muito longo e extenso sobre as propriedades farmacológicas e toxicológicas de várias substâncias. Hahnemann começou a verificar a ação destas substâncias, primeiro em si mesmo, e depois em seus familiares e amigos, todos saudáveis.
E continuou com sua série de longos estudos.
Após 6 anos de reflexão e experimentações, ele se sentiu seguro para enunciar um princípio terapêutico:

– que o caminho certo para tratar uma doença é dando ao paciente uma determinada droga, a qual numa pessoa saudável causou os mesmos sintomas desta pessoa doente. Ou seja, os sintomas que uma pessoa saudável teve ao tomar a substância é igual aos sintomas que uma pessoa doente deve apresentar, para que possa ser curada por essa substância. Por exemplo, os sintomas de envenenamento por Belladona (a planta Atropa belladona) apresenta sintomas semelhantes ao da febre escarlatina e pode ser usada para trata-la.

Hahnemann expos sua teoria na frase em latim similia similibus curentur (semelhante cura semelhante) ou melhor ainda, doenças semelhantes curam doenças semelhantes, pois ele achava que determinadas substâncias causavam, quando tomadas, uma doença artificial no doente, que fazia o corpo curar a doença verdadeira., sendo este o princípio da similitude ou a Lei da Similitude, que foi apresentada ao mundo em 1796.

Então ele continuou a fazer experimentações (dar uma substancia, sob determinadas condições, à pessoas sadias, e observar e anotar os sintomas que apareciam), a observar intoxicações e envenenamentos acidentais e criminosos, para ver os sintomas que apareciam para cada veneno, e anotar tudo isso, para cada substância, fazendo sua matéria médica ( livro relacionando substâncias com seus medicamentos).
Este trabalho que foi desenvolvido é a base da matéria médica homeopática que usamos atualmente.

Algum tempo mais tarde, em vez de usar o medicamento puro, Hahnemann começou a preparar medicações primeiro por um método de diluições seriadas, depois com as diluições e com sucussões (um tipo de “sacudida”) em que o resultado de cada etapa tinha e tem uma potência energética, que acompanha o nome do medicamento (Lycopodium 30 CH, por exemplo.)


HOMEOPATIA HOJE :

A homeopatia se desenvolveu desde a época de Hahnemann. A matéria médica , que cresceu por novas experimentações, pela incorporação de experiências clínicas e da toxicologia e, de sua teoria que avança pelo contínuo estudo sobre Hahnemann e sobre os homeopatas clássicos, aperfeiçoando e clareando pontos obscuros.

São princípios da homeopatia:

1. O princípio de similitude é a base da homeopatia (substâncias que causam determinados sintomas, em pessoas sãs, curam doenças que tem os mesmos sintomas);

2. Quase todos medicamentos homeopáticos são derivados de substâncias naturais. Elas são principalmente vegetais, mas incluem também substâncias minerais e animais. Hoje em dia também se usam substâncias manufaturadas para se fazer medicações, como por exemplo medicamentos alopáticos. Alguns deles tem experimentação feita, porém a maioria não .

3. Os medicamentos são usados na forma potencializada (diluída e sucussionada).

4. A prescrição homeopática é principalmente baseada em observações de particularidades do paciente, mais do que de só de sua patologia ou tipo da doença; porisso sinais e sintomas “estranhos” apresentados pelo paciente em particular são de suma importância. Por que dois pacientes com a mesma doença podem ter sintomas diferentes, medicamentos diferentes poderão ser usados para cada um deles. Inclusive, as vezes, pacientes com diferentes doenças são tratados com a mesma medicação, pois seus sintomas se encaixam na descrição do mesmo medicamento.

A seguir seguem exemplos ilustrativos do pensamento e do modo de ação homeopático:

Arsênico branco (Arsenicum album) é um veneno bem conhecido. Vários de seus efeitos no homem são sintomas os quais são muito similares aos da gastroenterite aguda.

O ferrão da abelha de mel (Apis mellifica) produz uma reação no homem o qual é, em vários aspectos semelhante a determinados tipos de edema angioneurótico.

Certos tipos de diverticulite tem sintomas que são produzidos no homem saudável por doses de Colocynthis.

A inalação de fumaça do ácido sulfuroso (Sulphurosum acidum), encontrado na atmosfera de cidades industriais, pode produzir sintomas, os quais são encontrados em alguns casos de asma, bronquites e enfizema.

Uma aranha, a Latrodectus mactans, por sua mordida, produz sintomas muito semelhantes ao encontrado em alguns casos de angina pectoris.

Uma dose da planta Ipecacuanha pode causar vômito. Numa dose diluída, este remédio pode controlar náuseas e vômitos se semelhantes ao tipo causado pela Ipeca.

Beber café antes de dormir poderá causar insônia. Numa dose infinitesimal, pode tratar insônias semelhantes as que são provocadas pelo café.

Nestes exemplos de similitude existem substâncias de origem animal, mineral e vegetal. Também haviam vários tipos de patologias. Quando os efeitos das substâncias são semelhantes aos sintomas e sinais das doenças, seu uso é dito homeopático.

O TRABALHO DO MODERNO PROFISSIONAL DA HOMEOPATIA

Os profissionais da homeopatia também examinam o paciente, fazem diagnósticos, exames complementares e usam outras terapias quando necessário e não dispensam as novas descobertas em medicina, medicina veterinária e ciências correlatas . A homeopatia oferece uma abordagem diferente para o paciente e sua doença, ela o individualiza, pois características particulares suas são usadas para se chegar ao medicamento mais adequado à sua pessoa e ao seu caso. Também é necessário dizer que seu estudo exige tempo e dedicação, pois sua forma de aplicação, medicamentos e sua forma de avaliação são bem diferentes dos medicamentos alopáticos.

O médico pode ser UNICISTA (dá um só medicamento por vez); PLURALISTA (dá mais de um medicamento por vez); ALTERNISTA (dá mais de um medicamento por vez, em horários alternados); COMPLEXISTA (receita fórmulas com medicamentos homeopáticos); ORGANICISTA (trata só daquela doença em particular).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: